domingo, 13 de janeiro de 2008

Oi;


Eu sei que já deveria ter dito um monte de coisas para você mas, sei lá, acho que no fundo você entende que, mesmo que eu tenha esse meu jeito, têm muitas coisas que me deixam sem reação; que acabam tirando as palavras da minha boca.
Mais do que qualquer outra coisa nesse mundo, você sabe o quanto é importante pra mim colocar para fora o que eu sinto, o que me agrada e até o que não me agrada também. Não é novidade nenhuma para você aquela dezena de cadernos empilhados ali. Não é, e nem deveria ser! Afinal de contas foi você quem me levou a escrever a maioria das coisas que estão lá, foi você quem me trouxe lembranças que, além de não saírem de mim, também não saem mais daqueles papéis.
Hoje eu parei para pensar sobre quanto tempo faz que você entrou na minha vida. Quer saber quanto? Muito! O bastante para ter feito parte da maioria dos momentos que eu já vivi. Pode ser que você não se recorde de alguns, ou de nenhum. Já eu... ah! Pode ter certeza que eu vou me lembrar para sempre de todos os momentos em que você esteve ao meu lado.
Pra te dizer a verdade, eu sei que você insiste em ficar perto de mim até hoje. Eu te vi naquele dia em que eu tive que dar aquela notícia.Você até que tentou me despistar,mas eu te vi.
Sabe, eu não acho ruim que você queira participar da minha vida, só acho que não precisa ser o tempo todo. Às vezes eu queria respirar, me sentir livre, mas na maior parte das vezes você não deixa.
Desculpa, mas eu não posso gostar de você sempre. Eu sei que você já faz parte da minha vida há muito tempo, mas não é assim que funciona.Não pense que sou mal-educada, mas hoje eu não quero precisar de ti. Já faz um dia lindo lá fora,e ele não combina com você.
Bom dia, dona tristeza. Pode mais uma vez pegar a sua xícara de café... só que hoje a porta de saída é serventia da casa.

9 comentários:

matheuss disse...

Às vezes a tristreza fica mais do que devia, às vezes acompanhada de lágrimas, apesar de sua insistência sempre tem um dia em que é melhor esquecer, e a tristeza vai embora aos poucos.
m.

Rafael Velasquez disse...

Você divulgou seu blog no página de recado do orkut.

1° - gostei do nome do blog.


2° o texto está bem criativo.


beijo.

Fê! disse...

tava olhando lá no comunidade e cliquei no teu blog do nada
o nome me chamou atenção
ai li esse texto
MUITO BOM!
nem uso muito meu blog mas vo passa aqui mais vezes

Juliana ♥ disse...

Nossa, maravilhoso seu post!
Escrito de um jeito que prende até o fim, e o fim.. bem, o fim é muito bonito! Gostei muito.

Beijos.

Jessy* disse...

Brigadaa pela visita no Grafitte *-*

aquii tambémm é muitooo fofoo
xD

o texto é lindooo!
se parecee com o que eu sintoo as vezess :)

beeeeijoss
vou te linkar no meu

Pk Ninguém disse...

Volta e meia a tristeza acha de dar suas caras pra todos nós, mas alguns sabem muito bem como tapear ela direitinho. Já outros preferem fazer sala pra ela.

Fábio Buchecha disse...

Lendo esse texto lembrei do filme Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, em que na tentativa de tirar a garota de seu pensamento, ele acaba inserindo-a em todas as lembranças de sua vida.


Belo Texto!


___________________________________
TemPraQuemQuer <<< Entra!

Tanda disse...

Oi moça...vi seu blog na comunidade lá no orkut e adorei...
Seu jeito de desabafar se parece um pouco com o meu...
Eu resolvi(re)fazer um blog para poder desabafar tmb,as vezes tem coisas ke saem mais fáceis qnd se escreve do ke qnd saem pela boca!
^^
Bjo
=***

Rafael Portillo disse...

Oi. Tudo bom?

Bem,em meu blog eu comentei sobre o seu blog. Espero que você leia o post e diga o que achou, tudo bem?

http://rafaelportillo.blogspot.com