sábado, 13 de outubro de 2007

Pra você que nunca vem.



Ah,se eu tivesse a chance de te dizer tudo o que está preso em minha garganta agora...não que eu me sentiria mais feliz,não.Mas,ao menos,seria um grande alívio.
Quem me dera poder sentar ao teu lado e te contar como foram os meus dias,quais são os meus planos,o que tem me afligido.Como eu queria poder olhar nos teus olhos enquanto ouço você me dizendo coisas que podem parecer tão banais para tantas pessoas mas,que para mim,seria de extrema importância.
Seria tão bom ter você ao meu lado sorrindo,me apoiando,me levantando sempre que eu precisasse.Como eu queria que você viesse me dizer que o sonho acabou e que tudo não passou de um longo tempo em que você não pode estar aqui.
Mas,não.
Você nunca veio.Nunca sequer deu uma pista de onde possa estar.Eu não te culpo por isso,nem poderia.Quem sabe você também não pense o mesmo de mim.Quem sabe você também tenha a mesma mania que eu de ficar olhando pra qualquer pessoa que passa na rua e pensando que aquela poderia ser eu.Talvez você também já tenha sofrido tanto quanto eu,talvez já tenha até pensado que havia encontrado a pessoa certa mas,no final,não era.E você sofreu com isso,e pareceu que arrancaram um pedaço de você.E hoje,tudo não passa de uma ferida que parece não fechar nunca.Sempre dói.
A cada dia que passa,eu penso que deveria te pedir desculpas por nunca ter te encontrado.Mas é que eu realmente não sei aonde ir,não sei em que lugar te procurar...todas as pessoas que apareceram até agora,e que eu achava ser você,só me fizeram sofrer mais ainda.Acho que por isso eu cansei.Tem sido como procurar uma agulha no palheiro.
Eu prefiro acreditar que ainda não seja o momento certo pra você chegar aqui e me fazer feliz pra sempre.Mas eu também não te dou o direito de me fazer sofrer com a tua ausência.
Será que esse vazio é o mesmo que você sente? Quem vai saber...
É tão estranho quando você precisa de alguém nem que seja pra pegar na sua mão e você nem sabe onde essa pessoa está.Eu tenho precisado tanto de você.Se você soubesse o tanto de coisas que eu tenho pra te contar e o tanto que eu quero te ouvir.
Hoje,mais do que nunca,eu tenho certeza de que minha paciência duraria o bastante pra te ver contar sobre a tua primeira queda de bicicleta até os seus planos para os últimos dias de sua vida.
E,mesmo que você não soubesse por onde começar,me bastaria te olhar e enxergar nos teus olhos que sou eu a pessoa que você esperou a vida inteira.Porque seria isso que você também veria em meus olhos.
Quanto tempo será que eu ainda vou ter que esperar pra que isso tudo aconteça? Para que você feche essa ferida que um dia um certo alguém deixou em mim...?
Eu não vou te apressar em nada.Pode vir quando quiser,eu te espero há tanto tempo mesmo.Só quero você saiba que isso tudo dói.
E dói muito.
Mas eu também não sei nada da sua vida.

Só quero que você esteja aqui.
Agora...ou um dia talvez.
Porque você vai saber que,aqui,eu sempre estive.
Sempre.

12 comentários:

kamilla disse...

"II y a troujours quelque chose d'absent qui me tourmente"

E vai ser pra sempre assim...
Muito bom o texto!

beiju!

Márci disse...

Eu tb tô esperando viu...e nada dele aparecer...Tô até sentada já

Vi seu link na comuh do blogge rno orkut.

Julie disse...

texto lindo, adorei MESMO!

um dia desses vou roubar (com devidos cráditos, claro) posso?
beijos!

dama de cinzas disse...

Quem nunca se apaixonou e fez todas essas indagações desse post? Eu mesma já fiz, disse e escrevi coisas que mal me reconheço hoje em dia! Mas pra uns foi válido e outros não!

Gostei do seu blog! E gostei do comentário que fez no meu! Achava tb que era a única pessoa que se perguntava o porquê de ter um blog!.rs

Vou te linkar! bjs

Thais G. disse...

Esperar um alguém que vc não conhece é ainda pior. Esperar a pessoa que vc construiu na sua mente pra possuir...
Fazer planos e contar longas histórias pra ninguém ouvir... Nada é pior que isso!

Bom final de semana, moça que mora no "cú do Brasil"

Adorei essa expressão!

Alice D. disse...

bem legal aqui ;D

Florence, Bruno. disse...

Quanto a parte de "minha paciência duraria o bastante pra te ver contar sobre a tua primeira queda de bicicleta" eu concordo plenamente.
Você escreve bem, pra caralho. =D

Amanda disse...

Vê se parece mais por aqui querida!
saudade

beijooo
amei o texto
s2

Luna disse...

como se pode ter saudade
do que nem se conhece?

bom eu tenho ás vezes.

foi bom vim aqui
belo texto,
blog legal,
nome do blog ainda melhor
hehe

flores,paz sorrisos e beijos.

s. disse...

você escreve bem, muito bem.
:~

Paula! disse...

show de bola!!!

Um dia vou roubar esse texto e obviamente dar os créditos a vc!!1

parabéns!!! quase chorei!!!

bjosssss

aloneinthedark disse...

Lindo pensamento, lindo blog. Parabéns!
bjs